Ao construir ou reformar a sua casa, são muitas as etapas que exigem atenção para que o resultado saia perfeito. Mas, muito além de pisos e revestimentos, comprar argamassa e rejunte para a sua obra também é um passo fundamental para garantir um resultado esteticamente agradável, de qualidade e alta durabilidade.

Continue a leitura desse texto e confira todas as dicas e informações que preparamos para te ajudar nesse processo tantas vezes subestimado, mas muito importante.

Qual a diferença entre argamassa e rejunte?

De maneira geral, a base dos dois produtos é a mesma: uma mistura de cimento, cal hidratada e areia natural. O que muda em cada caso é a proporção dos ingredientes e a adição de novos, de acordo com os seus objetivos, seja estético, local de uso, produto utilizado ou aplicabilidade.

Afinal, existem diversos tipos de argamassa e rejunte com composições que variam de acordo com o revestimento e o local onde ele será assentado. Dessa forma, uma mistura pode ser mais adequada a ambientes mais secos ou mais úmidos, resistente ou não a altas temperaturas e suas variações, entre muitas outras características.

O principal objetivo da argamassa é assentar o revestimento. Por isso, ela precisa ter maleabilidade para lidar, entre outras coisas, com variações de temperatura. Já o rejunte dá o acabamento e protege a argamassa de agentes externos, portanto, seus fatores de flexibilidade e resistência à água são maiores que da argamassa. Além disso, ele tem uma função estética, já que, atualmente, é encontrado em diversas cores e texturas no mercado, que permitem resultados bem diferentes dependendo do revestimento combinado.

Quais são os principais tipos de argamassa e rejunte?

Como explicamos acima, é possível encontrar diversos tipos de argamassa e rejunte no mercado, que variam de acordo com o local de aplicação e o revestimento a ser assentado. Na ABC da Construção, trabalhamos com a líder mundial e brasileira de argamassas e rejuntes, a Weber-Quartzolit, que tem a mais avançada tecnologia para atender às demandas da área com qualidade reconhecida e desempenho superior do mercado, ofertando, inclusive, 10 anos de garantia em argamassas e rejuntes.

Por muitos anos, foi usada uma regulamentação que classificava as argamassas e rejuntes em AC-I, AC-II, AC-III e AC-E. Porém, esse modelo vem sendo substituído pelo tipo de aplicação, que torna o processo de escolha e compra mais fácil para o consumidor e garante resultados mais eficazes.

  • Tipos de argamassa

Argamassa para assentar porcelanatos

Uma vez que a absorção de água deste tipo de revestimento é bastante baixa, é necessária uma argamassa específica para ele. Afinal, é ao absorver parte da umidade da argamassa que a colagem no contrapiso é permitida. Esse tipo de argamassa ainda pode variar para ambientes internos e externos e porcelanatos de grandes formatos.

Argamassa para piso sobre piso

Possui aditivos específicos que intensificam sua propriedade de colagem, pois é preciso aderir a uma superfície cerâmica ou esmaltada sem ceras ou impermeabilizantes para fixar o novo piso em cima do antigo. Pode variar entre ambientes internos, externos ou ainda flexível para mármores e granitos.

Argamassa para pisos cerâmicos

Indicada para assentamento de revestimentos cerâmicos, pode variar em: ambientes internos ou externos e especiais para cozinhas e banheiros ou varandas e áreas de lazer.

Argamassa para pastilha

Se caracteriza, principalmente, por uma espessura bem mais fina do que as outras. Isso porque, para facilitar a aplicação da pastilha, é indicada para o assentamento e a finalização. Ou seja, é o tipo de produto “dois em um”, assenta e rejunta ao mesmo tempo. Pode ser encontrada nas opções para ambientes internos e externos e especiais para piscinas e fachadas.

  • Tipos de rejunte

Rejunte para porcelanatos

Ideal para o uso de cerâmicas, porcelanatos, revestimentos especiais e pisos cimentícios em áreas internas e externas. Seu acabamento é superfino, além de possuir textura resinada e siliconada para uma melhor aparência e características antimofo.

Rejunte para cerâmicas

Este tipo de rejunte pode ser utilizando tanto com cerâmicas, como com pedras, em diversas situações e até mesmo em fachadas.

Rejunte para piscina

Perfeito para o uso específico em piscinas, saunas, espelhos d’água, fontes e tanques, ele é resistente ao cloro e possui acabamento liso, além de ser antimofo e conter biocida e algicida para evitar formação de fungos e algas.

Rejunte epóxi

Constituído de resina epóxi e endurecedor, esse rejunte apresenta maior resistência química e mecânica. Ou seja, é resistente a manchas e à formação de fungos, além de ser impermeável, antimofo e de fácil limpeza diária.

Rejunte acrílico

Diferentemente de todos os outros tipos citados, o rejunte acrílico se caracteriza principalmente por se apresentar já em forma de pasta, pronto para aplicação em cerâmicas, porcelanatos e revestimentos especiais. Pode ser usado em áreas internas e externas e até mesmo cozinhas e banheiros. É impermeável, resistente a manchas e antimofo.

Por que o tipo de argamassa e rejunte é tão importante?

Como é possível perceber, são muitos os tipos disponíveis no mercado e isso não é à toa. Escolher o tipo certo e uma marca de qualidade garante um assentamento bem feito, impede infiltrações e evita que o revestimento se descole, trinque ou rache.

Como definir a espessura do rejunte?

Apesar da grande influência na estética do projeto, a espessura do rejunte não é importante somente por isso. Ela também varia de acordo com o produto que está sendo assentado e, por isso, a recomendação do fabricante sempre deve ser levada em consideração.

Revestimentos cerâmicos, por exemplo, exigem espaçamentos ou juntas maiores, pois dilatam com mais facilidade dependendo da temperatura do ambiente (como em dias mais quentes). Já o porcelanato tem resistência maior a essas variações e pode ter um espaçamento ou junta mais fina.

Além do aspecto estético, o espaçamento do rejunte também influencia na manutenção do produto. Quanto maior, mais cuidados são necessários para garantir que permaneça limpo. Nesse caso, tenha atenção ao produto de limpeza utilizado, para que mantenha a qualidade e durabilidade, tanto do rejunte, quanto do revestimento.

Quanto tempo leva para aplicar argamassa e rejunte?

Os processos de assentamento e rejunte podem demorar períodos bastante variados de acordo com a marca e o produto escolhidos. Por muito tempo, foi utilizada a regra das 72 horas. Ou seja, era necessário aguardar 72h entre cada etapa do processo, entre assentamento, rejuntamento e limpeza.

Porém, a indústria vem se desenvolvendo e produzindo cada vez mais soluções inovadoras, que atendem às necessidades do consumidor. Por isso, hoje em dia é possível encontrar argamassas e rejuntes com secagem rápida, que demandam apenas 3 horas de diferença entre os passos do processo.

Já sabe como comprar argamassa e rejunte?

Agora que você já sabe tudo que precisa para comprar argamassa e rejunte para a sua obra, chegou a hora de confiar na maior especialista em acabamentos e garantir sempre os melhores produtos do mercado, de qualidade reconhecida na indústria, com os melhores preços e condições.

E o melhor de tudo é que, aqui na ABC da Construção, você ainda ganha R$100 de desconto* na sua próxima compra. É só clicar neste link, receber o seu cupom e apresentar na loja no momento da compra. E quer garantir nossos produtos com valores especiais? Clique aqui e confira nossas ofertas do mês. Venha nos fazer uma visita e transforme já a casa dos seus sonhos em realidade!

*Consulte condições na loja.